Deviant Login Shop  Join deviantART for FREE Take the Tour
×

:iconarmindoww: More from Armindoww


More from deviantART



Details

Submitted on
April 8, 2009
File Size
5.3 KB
Thumb

Stats

Views
485
Favourites
4 (who?)
Comments
17
Downloads
6
×
  Era mais um dia normal... Os homens de terno pela rua, os mendigos pelos cantos... Todos seguiam mecanicamente seu caminho diário entre os prédios que bloqueavam o sol. Ele acordou com o barulho do trânsito, e se sentiu estranho. Abriu a persiana do quarto, deixou o sol entrar. Havia poucas nuvens no céu, e um avião estava entrando por uma delas. Esperou até ele sair do outro lado, mas ele não saiu. Seguiu para seu banho imaginando que jamais entenderia como funcionam essas rotas aéreas. Depois de arrumado, se olhou no espelho. Um terno como o de muitos na rua a 23 andares abaixo dele. Os cabelos castanho claros e encaracolados que nunca obedeciam ao pente. Lente nos olhos para corrigir sua grave miopia. Tudo certo para mais um dia.
  Sempre achava que tudo tinha um significado a mais, e o elevador ter parado fazendo-o descer 69 metros de escada com certeza era um sinal de que o dia sería terrível. Odiava dirigir, e amava o fato de poder andar duas quadras para chegar ao escritório. No caminho sempre repassava o que iria fazer no dia, mas hoje foi diferente. Se perdeu em devaneios sobre o passado. Lembrou de velhos amigos e velhos amores, e acabou passando direto pelo trabalho. Voltou uma quadra e foi o único na rua a notar a fina fumaça que saía de um bueiro.
  Trabalhou automaticamente como todos seus colegas até a hora do almoço. Atravessou a rua, dirigindo-se ao McDonald’s e xingou até a quarta geração de todos os funcionários da operadora de celular que estava deixando os telefones sem linha o dia todo. Comeu um hambúrguer enquanto via as notícias. Havia confusão no Oriente Médio, no Rio de Janeiro e na Bolsa de Valores. Ignorou a apresentadora e fuçou seu celular até desistir e jogá-lo desligado no bolso. Voltou ao seu prédio de trabalho e tomou consciência do estranho fato de não ter visto nenhuma pomba na rua até agora. Na verdade pássaro algum povoava o céu, e até gatos e cachorros eram impossíveis de se encontrar fuçando comida na rua. Realmente começava a ficar preocupado com a estranheza do dia.
  Sem entender porquê, mais lembranças afluíam à sua cabeça, o impedindo de seguir seu ritmo maquinal de trabalho. Lembrava de momentos, de amizades e de promessas nunca cumpridas, e sentia saudades de tudo como se tivesse acabado de sair da escola. De repente se sentiu mal em seu escritório, a gravata apertando o pescoço. Se debruçou na janela e quase não ouviu os gritos de um de seus colegas. Ele entrara berrando no andar, mandando ligar as televisões para todo mundo ver o que acontecia. Aos poucos todos se reuniram ao redor de uma grande LCD. Imagens de centenas de pássaros voando juntos para algum lugar desconhecido passaram por um canal. No outro havia fogo no Oriente Médio e corpos na África. Uma repórter conseguiu dizer “contato totalmente perdido com Jap...” antes do canal ser mudado. Finalmente tiraram o controle das mãos do afobado rapaz e todos conseguiram assistir a um dos canais. As imagens mudavam de dezenas de aviões caídos para explosões que relembravam a Segunda Guerra. Pássaros voavam juntos e se jogavam no mar, emergindo molhados e voltando de onde vieram. Satélites caiam no Saara e árvores cresciam através do asfalto, onde, ao redor, prédios se demoliam. Correntes de vento que seguiam para o Sul causavam destruição por onde passavam. As praias se lotavam de lixo e entulho.
  Ele se afastou da TV sem entender direito. Logo ela saiu do ar e todos do escritório correram em pânico, voltando para suas famílias, uns gritando guerra, outros apocalipse. Ele voltou à sua janela. Pessoas corriam pelas ruas, e no caminho oposto, ele viu cães festejando, uns pulando em cima dos outros como filhotes brincalhões. Um ou outro gato se metia na fanfarra e logo o grupo aumentava. Fosse lá o que estivesse acontecendo, ele continuaria alí. A família que o criou ficou em outro estado, e a que viria a formar foi cancelada já há algum tempo por motivos que até agora lhe eram estranhos. Amigos, ficaram todos no passado.
  Logo ficou satisfeito com sua escolha de permanecer alí. Com seus próprios olhos viu o asfalto rachar e, em um minuto, uma grande árvore dominar toda a rua. O processo se repetia em todos os lados. Sentiu o prédio tremer, e viu um outro desabar ao longe. Um forte vento abateu seu rosto e afastou as poucas nuvens no céu. Nunca havia visto o Sol tão claramente, e finalmente começou a entender. Não foram as nuvens que sumiram, mas sim toda a poluição que lá estava contida. Respirou ar puro pela primeira vez na vida. Sentiu uma leve queda na temperatura e finalmente compreendeu tudo. A floresta renascendo, os animais retomando seu mundo. A poluição sendo cuspida para fora através do buraco de nossa própria criação, e o mesmo buraco sendo tampado. Os mares sendo purificados. Compreendeu que a Terra estava cansada da doença humana que a infestava, e lançava agora seu processo de cura. Em todo o globo, os homens eram extinguidos, e a natureza voltava a reinar. No horizonte, viu uma explosão se alastrando em sua direção. Sabia que apenas ele iria morrer, e seus semelhantes, e suas construções. Sentiu orgulho do planeta em que viveu, e pena por não poder ver como ele seria de agora em diante, curado. Virou as costas e foi abatido pelo calor. Era a vitória de Mãe Gaia.
Esse aí se escreveu sozinho... Só comecei a escrever e fui deixando ele me levar até que quando vi tava pronto e até que não tava tão ruim não ^^ (<< Seria a confiança aumentando?? O.o)

Ao fim, se torna uma oposição ao meu "O Último Édem": [link]

Dedico esse mais uma vez aos meus amigos do DA, que merecem toda a minha galeria e não só uma Deviation.
Add a Comment:
 
:iconronneyt:
ronneyt Featured By Owner Feb 2, 2010  Professional Artist
Oloko!!!
Mto foda essa história, cara... e concordo com a Anjinha, tem um tom de Saramago aí... vc curte ele?
Texto fantástico, como sempre, mano!
Abraçãooo!
Reply
:iconarmindoww:
Armindoww Featured By Owner Jun 4, 2010  Hobbyist Digital Artist
aushusha pior que ainda nao tive a chance de conhece-lo xD
deve ser um sinal pra eu procurar alguma obra dele pra ler xD
muuito obrigaado meu querido ^^
Reply
:iconronneyt:
ronneyt Featured By Owner Jul 29, 2010  Professional Artist
Pooow, o cara morreu, ó... =(
Mas enfim... falando de imortais, olha mais um aí!
Vale a pena pegar algum pra conhecer, aliás, a adaptação do ensaio sobre a cegueira pro cinema ficou show de bola!
Reply
:iconhyque-kun:
Hyque-Kun Featured By Owner Jun 12, 2009
Cara, tenho raiva de mim mesmo por não ter lido essa verdadeira obra de arte antes XD

Ótimo, excelente trabalho, o ritmo com que vc conduz o leitor, sem falar do texto em si!

Texto magnifico, um verdadeiro livro em poucos parágrafos!Cada fato e ação ocorrido no texto o torna incrivel, sem falar no detalhamento de tudo que o personagem vivencia, é possivel ver com os olhos dele!

Parabéns mesmo pelo trabalho, como o pessoal disse, vc tem o dom da escrita!
Não me espanto de vc ter produzido isso sem nem mesmo se dar conta, é a sua arte fluindo de você!

BYE O/
Reply
:iconarmindoww:
Armindoww Featured By Owner Jun 15, 2009  Hobbyist Digital Artist
auhuahs xDD

poow rapaaiz, brigadao mesmo... fico sempre sem graça com seus comments xDD
eh realmente isso que estimula a uto estima e me faz sempre ter inspiraçao pra produzir mais coisas *.*

mt obrigado meu irmao, por seu comment, :+fav: e amizade *.*
Reply
:iconhyque-kun:
Hyque-Kun Featured By Owner Jun 26, 2009
Não devia!Afinal, artistas com esse dom, com esse talento que você, devem se acostumar a receber elogios de suas obras!
E é exatamente isso que eu desejo com meus comentários, motivar a você criar mais e cada vez melhor, afinal, o artista expõe seu trabalho, cada detalhe dele, até mesmo seus sentimentos, para ser apreciado e nada mais justo que receber uma motivação em retorno à suas belas artes!

De nada, você marece muito, e eu que agradeço por poder ser chamado de amigo ^^
Reply
:iconarmindoww:
Armindoww Featured By Owner Jun 27, 2009  Hobbyist Digital Artist
se eh isso que vc deseja, saiba que esta conseguindo xDD

eeu eh q tenho muuito a agradecer a ti meu brother =)
Reply
:iconhyque-kun:
Hyque-Kun Featured By Owner Jul 6, 2009
Ótimo, ótimo saber disso XD
De nada, não há motivos para agradecer.
Reply
:iconrenatha-gomes:
Renatha-Gomes Featured By Owner Apr 13, 2009  Hobbyist Digital Artist
Que estoria fantasticaaaaaaaaa.. por um momento pensei ler um conto de josé saramargo. Vc já leu contos de Objecto Quase (do saramargo)?? Nesse seu texto vc levou a estoria em um caminho muy parecido com o dele.. te aconselho a ler.. vc vai aamr .. acho bem teu estilo e a leitura é bem gostosa.

Em relação ao texto.. tah perfeito angel.. amei..amei..amei :love: .Vc tem o dom de escrever.. só espero que quando publicares teu livro de contos.. me mande de presente uma copia autografada viu??

Xeroooooooooo lindão.. bão ver vc escrevendo de novo :hug:
Reply
:iconarmindoww:
Armindoww Featured By Owner Apr 20, 2009  Hobbyist Digital Artist
xDDD
podexa que quando eu lança eu poonho ooce na dedicatooria tambem ^^

naaum, nunca cheguei a leer ele naao, mas voo busca agoraa jah q me indicastees ^^

pooooxa brigaado anjiiinha *.*
adoroce :hug:
Reply
Add a Comment: